Dentro do universo da tecnologia da informação, temos diversas ferramentas de infraestrutura e sistemas que podem juntar o TI na educação em uma instituição de ensino superior, especialmente àquelas que ofertam cursos à distância.

Ou seja, com o aumento da dependência da TI na educação, que já é utilizado com sucesso por diversos setores empresariais, pode contribuir para que alunos e professores sempre disponham dos recursos de tecnologia necessários, com qualidade e estabilidade.

Sendo assim, o que diferencia a TI empregada no segmento empresarial, da TI aplicada à educação, é justamente esta finalidade específica.

Com isso, uma Instituição de Ensino Superior (IES) precisa se adequar às diretrizes específicas junto ao Ministério da Educação (MEC) e obter um credenciamento para seu funcionamento.

A TI de uma IES à distância é um dos itens fundamentais nesse processo de credenciamento, onde tudo, e mais um pouco, deve estar em ordem.

TI na educação

Diretrizes para o credenciamento da TI na educação

Começando pela infraestrutura de TI dos polos de educação a distância, uma IES deve garantir ter:

  • Uma sala estruturada com redundância de energia para instalação dos equipamentos essenciais de TI (servidores, firewall, switches, etc.);
  • Links redundantes de Internet;
  • Computadores e demais dispositivos conectados em rede;
  • Segurança de acesso físico e lógico aos equipamentos.

Todos os recursos e tecnologias empregadas, inclusive sistemas como o de gerenciamento institucional e o ambiente virtual de aprendizagem (AVA), devem ser cuidadosamente planejados de acordo com as atividades institucionais e os objetivos de ensino-aprendizagem da instituição.  

É comum que haja sistemas e bases de dados distintas na instituição. O gerenciamento dessas tecnologias pode se tornar um desafio para a TI, onde esses sistemas educacionais precisam ter suas bases de dados integradas.

Cabe a TI fazer esta gestão entre os fornecedores e mediar as integrações de forma que atinjam plenamente seus objetivos.

O mercado de inovação de TI na educação está se expandindo. A cada ano surgem novas ideias para estimular o interesse e o engajamento dos alunos.

No século 21 os alunos desconhecem um mundo sem internet, as tecnologias fazem parte de suas vidas cada vez mais conectadas.

Usar a TI na educação é muito interessante, pensar em novas formas de interagir entre as ferramentas online, mantendo a atenção dos alunos em um universo tão envolvente quanto a internet.

Por fim, isto não é só papel do professor, mas também da equipe de TI que pode apresentar recursos e soluções disruptivas para as aulas virtuais.